Portal de Exigências Legais / Notícias / Gestão Empresarial | ERP / 19/12/2018 Sua empresa já conhece as mudanças do IFRS16 (Arrendamento mercantil)?

19/12/2018 | Contábil - Sua empresa já conhece as mudanças do IFRS16 (Arrendamento mercantil)?

A partir de janeiro de 2019 entra em vigor o modelo único de tratamento contábil para todos os arrendamentos mercantis da arrendatária. Essa mudança irá impactar várias empresas com portes diferentes e em diversos ramos de atuação, exceto as empresas optantes pelo simples nacional. As principais mudanças ocorrerão nos processos internos, nos balanços patrimoniais e demonstrações de resultado.

Na norma atual é possível classificar as operações desse tipo de duas formas:

Resumo da norma atual
Contabilização Forma operacional Forma financeira
Ativo - Ativo imobilizado
Passivo - Passivo de arrendamento
Demonstração do resultado Despesas de arrendamento Depreciação e despesa financeira

Após 2019 todos os arrendamentos mercantis deverão ser registrados no Balanço Patrimonial do arrendatário utilizando um único modelo. Esse novo modelo dispensa esse controle para os arrendamentos de curtos prazo e de baixo valor.

Resumo da nova norma

Contabilização Forma única
Ativo Direito de uso do ativo
Passivo Passivo de arrendamento
Demonstração do resultado Depreciação e despesa financeira

Essas mudanças irão gerar um impacto direto no Balanço Patrimonial que possuirá um Ativo e Passivo maior, visto que serão registrados no ativo não circulante e a norma exige o reconhecimento do direito de utilização, bem como no Passivo Circulante e não Circulante por causa da obrigação a pagar. Já no demonstrativo de resultado o EBTIDA irá aumentar porque possuirá o registro da amortização do ativo e o reconhecimento das despesas financeira.

Como identificar se o contrato é um contrato de arrendamento?

A empresa arrendatária deverá avaliar se o contrato possui algum arrendamento considerando os seguintes critérios:

Quais são os passos para uma transição tranquila?

A Senior está avaliando os impactados da mudança do IFRS 16 e caso seja necessário realizar melhorias no produto padrão em breve publicaremos a previsão de liberação no calendário de exigências legais.

Texto por:

Daniela Tavares

Analista de Negócios na Senior Sistemas

Fonte: Comitê de Pronunciamentos Contábeis

Notícia relacionada ao(s) produto(s):
Gestão Empresarial | ERP

Este artigo foi útil para você?