Portal de Exigências Legais / Notícias / Gestão de Pessoas | HCM / 22/05/2018 | eSocial - Como serão informados no eSocial os valores pagos aos padres e pastores?

22/05/2018 | eSocial - Como serão informados no eSocial os valores pagos aos padres e pastores?

Quanto aos padres e pastores que, em face do seu mister religioso ou para sua subsistência, recebem valor fornecido em condições que independam da natureza e da quantidade do trabalho executado, esses valores são isentos de contribuição previdenciária, patronal e laboral. Nesse caso, eles devem ser informados no S-2300, na categoria 781 – Ministro de confissão religiosa ou membro de vida consagrada, de congregação ou de ordem religiosa”. Atualmente, eles não são informados em GFIP.

Os valores pagos devem ser informados ao eSocial em razão de incidência de imposto de renda. Sendo assim, devem integrar rubrica vinculada à natureza 3525 Côngruas, prebendas e afins, com a indicação de que não sofrem incidência de contribuição previdenciária nem de FGTS.

Caso eles recebam retribuição por tarefa eles devem ser cadastrados na categoria “701 – Contribuinte individual – Autônomo em geral” e os valores recebidos sofrem incidência da contribuição previdenciária. Atualmente são informados em GFIP.

Fonte: Legistrab

Notícia relacionada ao(s) produto(s):
Gestão de Pessoas | HCM

Este artigo foi útil para você?